Todos os artigos de lidiacanha

Gabinete de Apoio de Emprego ao Imigrante

No fim do ano 2009, foi elaborado um novo projecto de intervenção para a integração dos imigrantes. Essa área da associação trata de maneira específica tudo o que tem a ver com as questões laborais: procura de trabalho, resolver juntos com as entidades patronais os assuntos pendentes junto a diversas instituições, seja falta de comunicação a Autoridade para a Condição de Trabalho, falta de desconto para a segurança social, ou outra situação que possa existir, para além do encaminhamento das pessoas na vida activa.

A nível diário, a questão da procura activa do emprego, trata-se de encaminhar as pessoas no processo de procura activa de emprego e a formação profissional, com:

  • Orientação da melhor forma de buscar o emprego; 
  • Técnicas de procura de emprego; 
  • Elaboração de currículo próprio às competências de cada uma; 
  • Orientação acerca da estruturação do “dossié” do desempregado; 
  • Como se portar na entrevista;

Esse Gabinete de Apoio do Emprego dirige-se a toda pessoa que se encontre em situação de desemprego ou de busca de alteração de trabalho, podendo ou não estarregistado no SEF (o Serviço de Estrangeiro e Fronteiras), auxiliando em situações sobre a primeira autorização de residência, ou mesmo para renovação ou ainda para trazer a sua família para viver junto a si, já que o meio de subsistência é um dos aspectos mais relevantes, não só o vínculo laboral, para continuar em território nacional.

Além do atendimento conjunto, o gabinete organiza também um atendimento individual, onde se faz o perfil do utente para melhor encaminhamento ou orientação. Trata também de apoiar e acompanhar os trabalhadores na resolução dos conflitos laborais: na elaboração do contrato, pagamento de salários em atraso, efectivo desconto para a segurança social. Auxilia no que se  trata do que se refere ao despedimento, denúncia de contrato de trabalho, pedidos de intervenção às instituição nomeadamente Segurança Social, Autoridade para a Condição do trabalho…

O Gabinete vai entrar em contacto com diversas empresas para o encaminhamento dos utentes a procura de trabalho, bem como para mediar situações de problemas seja a nível de pagamento, descontos feitos, finalização de contrato de trabalho e cumprimento dos direitos de trabalhador, de modo a evitar questões de discriminação de género ou mesmo por xenofobia.

Formações:

Uma secção de formação sobre a saúde do imigrante foi realizada, junto a colaboração da bolsa de formadores do ACIDI, em que participaram 22 pessoas, maioritariamente vinculadas ao gabinete, pelo que haverão outras formações agendadas através deste gabinete.

Objectivos:

Cada actividade realizada com a pessoa que vem em busca de ajuda do nosso Gabinete tem por principal objectivo adaptar e dar continuidade a vida activa a nível profissional de maneira a ter acesso a todos os direitos elementares de qualquer cidadão. 

Um relatório realizado de Dezembro de 2009 até Julho de 2010 revela um número de participantes de 520, de 34 países diferentes, em maioria de Guiné Bissau e de Cabo Verde. Em relação à situação legal desses participantes, 66% deles ainda estavam em fase de regularização, tendo um grau de processos concluídos favoravelmente no que se refere à colocação e resolução de problemas paralelos a esta questão, num número superior ao dado em relatório..

GAEI: funcionamento

 

 

2ªFeira

3ªFeira

4ªFeira

5ªFeira

6ªFeira

10h

12h

Procura Activa de Emprego

-Inscrição

-Procura activa

 

 

 

 

 

 

Não há atendimento, salvo marcado pela técnica

 

 

14h30

16h30

Atendimento Geral

-Inscrição

-Marcações feitas pela técnica

 

 

16h30

18h30

Serviço Interno

-Encaminhamentos

-Elaboração de Currículos

-Contacto com Entidades Patronais

-Outros

Não há atendimento, salvo marcado pela técnica

Interculturalidade e cidadania

O Espaço Intercultural da associação Solidariedade Imigrante tem como objectivos a integração, a convivência e a partilha de experiências, no intento de construir outra ideia de cidadania, a partir (do imenso recurso) da diversidade cultural de todas as pessoas que hoje em dia constituem a sociedade portuguesa, independentemente da cor da pele, do sexo, do país de origem, da orientação sexual, da religião…

Um dos objectivos é oferecer a possibilidade aos imigrantes de realizar e partilhar coisas em relação aos países deles, de qualquer forma que seja. Permitir o conhecimento de culturas diferentes, levando a uma partilha de ideias e de experiências.

Pretende-se também chamar a atenção e sensibilizar a opinião pública para as problemáticas relacionadas com os direitos humanos, a igualdade de oportunidades e a justiça social.

A dinâmica das nossas actividades permite contribuir para enraizar os conceitos de direitos humanos, de igualdade de oportunidades e de justiça social na sociedade portuguesa: organizamos encontros interculturais e concertos, jantares (descoberta da gastronomia do mundo), debates, filmes e música de vários países, para promover a confraternização e a vivência intercultural.

Nesse sentido, o evento maior organizado pelo  grupo da Interculturalidade e Cidadania é o festival ImigrArte, que desde quatro anos valoriza os imigrantes graças à promoção da interculturalidade e do diálogo entre cidadãos/ãs portugueses/as e imigrantes.

O festival tem a sua origem numa associação sem fins lucrativos, e procura promover a solidariedade, o voluntariado e o livre acesso à cultura sob as suas mais diversas formas.

Mais uma vez, trata-se organizar eventos para acompanhar a realização, não fazer em vez dos imigrantes.

http://www.lisboaintercultural.blogspot.com/

Associações interpelam candidatos PE: Directiva de Retorno e Pacto Sarkozy em debate

[01/06/2009]
4ª feira, 3 jun, 15h, FNAC-CHIADO
 
Procurando interpelar os/as candidatos/as das várias forças políticas ao Parlamento Europeu,realizar-se-á na próxima quarta-feira, dia 3 de Junho, às 15h, na FNAC do Chiado, um debate sobre as políticas de imigração da UE. Numa altura em que a UE endurece a entrada e permanência de imigrantes, mais de 150 organizações de toda a europa lançaram o documento “Por uma Europa respeitadora dos direitos dos/das Imigrantes” (ver documento em anexo), que serviu de base à Jornada Europeia pelos Direitos dos/as Imigrantes – NÃO À EUROPA DA VERGONHA.
 

DIZ NÃO À EUROPA DA VERGONHA

[13/05/09]

Concentraçao

PARTICIPA na Jornada Europeia pelos direitos dos/as Imigrantes

Domingo, dia 17, 15H, MARTIM MONIZ

Dia 17 de Maio, um pouco por toda a Europa – em países como a França, Itália, Luxemburgo, Hungria, estado Espanhol (Madrid, Murcia, Galiza, País Basco) – vão se realizar uma série de iniciativas de contestação às políticas de imigração que têm sido implementadas na União Europeia.

Continuar a lerDIZ NÃO À EUROPA DA VERGONHA

Expulsão ilegal de 500 migrantes para a Líbia: a UE deverá condenar as autoridades Italianas

[11/05/2009]

Comunicado de Imprensa conjunto das Redes
MIGREUROP e Rede Euromediterrânica dos Direitos Humanos

A Solidariedade Imigrante, enquanto membro da Rede MIGREUROP, questiona o Governo português sobre a sua posição relativamente a estas expulsões e sobre quais os procedimentos que está a tomar, junto aos restantes governos europeus e à Comissão Europeia, no sentido de garantir uma condenação firme destas expulsões levadas a cabo pelas autoridades italianas, e não deixa de registar a sua apreensão relativamente ao aumento do número de detenções de indocumentados, que também se tem vindo a registar em Portugal.

Continuar a lerExpulsão ilegal de 500 migrantes para a Líbia: a UE deverá condenar as autoridades Italianas